Novidades Novidades

Logicalis fomenta o mercado de IoT ao abrir APIs de sua plataforma EUGENIO

Iniciativa tem como foco ampliar o ecossistema latino-americado de internet das coisas e a impulsionar a inovação colaborativa

FacebookTwitterLinkedIn

Com o objetivo de fomentar o mercado de IoT na América Latina, a Logicalis decidiu abrir as APIs (Application Programming Interface) do EUGENIO, sua plataforma de IoT. Com isto, desenvolvedores terão à sua disposição os conjuntos de rotinas e padrões de programação da ferramenta para desenvolver aplicações de internet das coisas.

Esta atualização, que tem como principal estratégia disseminar a plataforma e impulsionar o desenvolvimento de um ecossistema para soluções de internet das coisas no Brasil, permite que empresas e desenvolvedores individuais, dos mais diversos locais e portes, criem soluções sob medida para os problemas de seus clientes utilizando como base uma tecnologia robusta e completa.

“Nós acreditamos muito na inovação colaborativa e na importância de ecossistemas criados em torno de tecnologias abertas para fomentar o desenvolvimento do mercado latino-americano de tecnologia. Decidimos abrir as APIs do EUGENIO como partei da estratégia de tornar tecnologia cada vez mais pulverizada e adequada às reais necessidades dos desenvolvedores e empresas locais”, explica Fabio Hashimoto, diretor software services da Logicalis.

O EUGENIO é uma plataforma completa de IoT, desenvolvida pela Logicalis, que combina infraestrutura de data center na nuvem, big data analytics, workflow de regras de negócios e barramento de mensagens. Lançado em 2013, já é oferecido a algumas dezenas de clientes no modelo as a service, o que confere flexibilidade e economia à solução, garantindo escalabilidade aos projetos sem a necessidade deinvestimentos pesados de infraestrutura. Entre os setores em que ela já foi aplicada estão varejo, agronegócio, energia, logística, e serviços.

“Nós acreditamos muito na inovação colaborativa e na importância de ecossistemas criados em torno de tecnologias abertas para fomentar o desenvolvimento do mercado latino-americano de tecnologia”

Alexandre Martinazzo, do Laboratório de Sistemas Integráveis da USP